CRÔNICAS

Reencarnar para viver

Crônica da religião

Minha adorável Remington

Crônica do sebo

De calma e de dor

Do filho, do pai e do…

Meus sonhos me assustam… e não!

Crônica da imortalidade

Eu defendo

Meu Deus!

Crônica da compra

Crônica da violência

Crônica do Sérgio

Crônica para Kardec

Tão perto, tão longe

Crônica do olhar

O que faria você?

Crônica para Eduardo

Acordei triste ontem

Acordei apreensivo, ontem

De quem falo senão de mim?

Crônica do sagrado

As tristezas e alegrias do morrer

O cotidiano de Sara

Acordei otimista, a manhã

4 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.